Agora você pode negociar XRP na MODIAX Saiba mais arrow_forward
Bitcoin

As fazendas de mineração de Bitcoin

novembro 19, 2018

As fazendas de mineração de Bitcoin

As fazendas de mineração são instalações repletas de máquinas altamente especializadas, os circuitos integrados de aplicação específica (application-specific integrated circuit – ASICs), que trabalham 24 horas por dia para minerar bitcoins.

Mineração é o processo pelo qual são verificadas as transações e criados os novos blocos do blockchain. Em 2009, quando o Bitcoin foi implementado, era possível minerar de um computador pessoal, mas, com o passar do tempo, a dificuldade do processo e a competitividade foram aumentando, por isso os mineradores começaram a utilizar os ASICs.

O poder dessas máquinas é medido pela taxa de hash, ou seja, a velocidade com que ela resolve o problema matemático da mineração. Grandes fazendas têm uma produtividade de dúzias de petahashes/segundo (1 PH/s = 1015 H/s).

As fazendas de mineração de Bitcoin dão aos donos maiores chances de sucesso, pois um grande número de máquinas com alto poder de processamento aumenta a probabilidade deles de ganhar a recompensa em bitcoins e obter lucros.

Elas costumam ficar instaladas em grandes áreas e possuir fontes estáveis de energia, pois minerar consome muita energia elétrica e os equipamentos funcionam todos os dias sem interrupção.

O processo de mineração tende ainda a deixar os equipamentos extremamente quentes, por isso essas instalações contam com sistemas de ventilação e refrigeração para evitar um superaquecimento que danifique as máquinas.

A regulação da temperatura também é importante para manter o ambiente confortável para os engenheiros que trabalham na manutenção e nos ajustes dos computadores e sistemas utilizados.

Além das grandes instalações, existem também pequenas fazendas de mineração que ficam em residências e possuem uma quantidade menor de computadores. Elas podem gerar lucro, mas costumam enfrentar problemas relacionados ao consumo excessivo de eletricidade e ao aquecimento das máquinas, problemas que podem acabar causando prejuízo.

China

A lucratividade de uma fazenda de mineração depende de alguns fatores ligados ao país onde ela está localizada, como o custo da energia elétrica, a qualidade da conexão à internet e o clima.

A China é um país atrativo para a instalação de fazendas de mineração por conta dos seguintes fatores:

  • Preço da eletricidade. O custo do quilowatt na China varia entre 3 e 9 centavos de dólar;
  • Clima. Algumas regiões da China tem um clima mais frio, o que favorece a mineração, já que diminui os custos com eletricidade;
  • Mão-de-obra barata;
  • Equipamento. Muitos equipamentos específicos para mineração são fabricados na China, por isso comprá-los e utilizá-los no próprio território chinês é mais barato, já que diminui custos com transporte, por exemplo.

Na província de Liaoning, na China, está localizada uma fazenda que contém 3.000 ASICs. Durante os meses de verão, as temperaturas chegam a atingir 100ºC. Em 2014, ela consumia aproximadamente 1.250 kWh de energia (80.000 dólares mensais).

A fazenda pertence a quatro pessoas anônimas que detêm ainda outras 5 fazendas. Juntas elas eram responsáveis por cerca de 3% da mineração mundial de Bitcoin em 2014 e tinham um poder de processamento de 8 PH/s, minerando 4.050 bitcoins por mês (aproximadamente 1,5 milhão de dólares).

Outros países interessantes para minerar Bitcoin

Apesar da China concentrar grande parte da mineração mundial de Bitcoin, existem fazendas de mineração espalhadas por diversos lugares. Os principais fatores atrativos são o clima frio, uma legislação favorável e, principalmente, os custos de energia. O infográfico a seguir revela o custo para 1 bitcoin em diversos países:

Tabela com custo para minerar 1 Bitcoin em diversos países
Fonte: Bitcoin Market Journal